Como é uma planta por dentro? Características da célula vegetal

As plantas são compostas anatomicamente (interna e externamente) de tecidos. Os tecidos são compostos de muitas células vegetais, que se unem entre si. A maneira em que se configuram as células e se unem umas com as outras define o tipo de tecido que se forma.

Dependendo da planta e da parte desta, os tecidos podem mudar, tipo e quantidade. Há também tecidos vivos e tecidos mortos. Os tecidos vivos funcionam como armazenamento de água e alimento, enquanto que os mortos fazem-no como sistemas de transporte. Ambos podem também funcionar como tecidos de suporte mecânico para que a planta possa sustentar a si mesma.

A unidade mínima de um tecido é a célula vegetal. Esta célula, como qualquer outra, tem no seu interior um conjunto de elementos que permite funcionar como tal. No entanto, um dos elementos mais interessantes das células vegetais é a parede celular.

Esta parte da célula se configure a partir de várias camadas de um material que é composto de pequenas fibras de uma substância chamada celulose, que se mantêm unidas com a ajuda de outras substâncias, entre as que são importantes hemiceluloses, a pectina e lignina.
Tipos de Células Vegetais

Os diferentes tipos de células vegetais, podem distinguir-se pela forma, espessura e constituição da parede, como também pelo conteúdo da célula. O ser humano tomou vantagem da diversidade celular: consumimos os amidos e proteínas armazenadas em seus tecidos de reserva, usamos os cabelos da semente do algodão (Gossipium hirsutum), assim como as fibras do talo do linho (Linum ussitatisimun) para nos revestir; ainda quando as células estão mortas, como a madeira, o utilizamos para construções e para fazer papel.

Características das Células Vegetais


Apresentam cloroplastos são organelas envoltos por duas membranas, prendem a energia eletromagnética resultante da luz solar e a convertem em energia química, através da fotossíntese, utilizando depois desta energia para sintetizar açúcares a partir do CO2 atmosférico. 



Núcleo: um grande meio na região central é exclusiva dos vegetais, constitui o reservatório de água e várias substâncias químicas, tanto de resíduos como de armazenamento. A pressão exercida pela água do meio é chamada de pressão de turgescência e ajuda a manter a rigidez da célula, pelo que o citoplasma e o núcleo de uma célula vegetal adulta apresentam-se encostados às paredes celulares. A perda da água resulta em um fenômeno denominado plasmólisis, por que a membrana plasmática se separa da parede e condensa-se no citoplasma, no centro do lúmen celular.

Parede celular é talvez a característica mais marcante das células vegetais. De acordo com a forma da célula, cubriéndola para o modo apaixonado, dá a textura para cada tecido, sendo o componente que lhe dá proteção e sustento para a planta.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lei de Hess - Como funciona?

Denotação e conotação